Contra a UE, por outra Europa

Por Ilda Rodrigues

A União Europeia vai morrer porque as pessoas não a querem mais

 – Marine Le Pen

Muito se tem falado e discutido acerca desta intitulada União Europeia, a verdade dos factos no entanto, tem-nos levado a reflectir que de união não tem nada e de europeia muito menos.

Ao longo dos anos verificamos que, nós europeus, na realidade caímos numa armadilha que parece não ter fim, pelo menos assim parece a quem pena nas mãos de uma máfia que nos tem aprisionado num garrote que nos estrangula.

Começou por um aspecto meramente económico, se alguém se lembra do nosso acordo de pescas com Marrocos a que tivemos de renunciar porque os mesmo marroquinos não queriam esse acordo com os espanhóis , esses sim verdadeiros predadores do mar, ficámos assim com os nossos direitos negociais restringidos  aos interesses e questiúnculas de outrém. Como tal não bastava fomos cedendo direitos e poderes sobre soberania, relações internacionais e afins.  Continue reading “Contra a UE, por outra Europa”

Marine Le Pen é a preferida entre os jovens

C7iLWJeW0AEh6lz

Uma recente sondagem realizada pelo Centre de recherches politiques de Sciences Po revela que a candidata presidencial pelo Front National, Marine Le Pen, é a que colhe mais simpatia entre os jovens franceses de raiz e também entre os jovens descendentes da imigração europeia, destacando-se os portugueses.

Ainda que tal se afigure bizarro para as infantis mentes de esquerda e quejandos, na realidade este resultado não serve senão para demonstrar que o problema na Europa não reside na migração intra-europeia, uma vez que os europeus partilham características etno-culturais comuns e que permitem que portugueses se integrem perfeitamente na sociedade gaulesa, polacos na sociedade inglesa ou ucranianos na sociedade lusa.

O problema encontra-se, pois então, na imigração extra-europeia, uma imigração que teve inicio nos anos 60 do século passado, com a chamada descolonização europeia, e que, incrivelmente, nunca foi colocada a sufrágio popular, uma imigração que pelas suas características culturais e religiosas se revelou incompatível com os nossos padrões culturais e hábitos sociais, geradora de conflitos e movida em muitos casos por um espírito revanchista e de conquista.